Política Bolsonaro alfineta Moraes e diz que “fake news não...

Bolsonaro alfineta Moraes e diz que “fake news não existe”

-

- Advertisment -

Ao comentar ações de magistrados do Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Jair Bolsonaro (PL) disse, em entrevista ao jornal Correio da Manhã, de Petrópolis, que “fake news não existe”. A entrevista foi concedida na quarta-feira (18/5) e exibida nesta sexta-feira (20/5).

Esse inquérito da fake news… primeiro que fake news não existe”, disse o mandatário. Ele comentava o processo relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, que investiga supostos ataques do presidente e seus aliados à Corte, por meio de informações falsas.

Ao falar sobre três ministros que “infernizam não só ele, mas o Brasil“, Bolsonaro citou Edson Fachin, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Segundo o presidente, o último magistrado citado é “o mais ativo”.

“Esse último é o mais ativo e se comporta como o líder de partido de esquerda e de oposição”, disse Bolsonaro.

Moraes foi responsável pela abertura de seguidas investigações contra o próprio presidente a aliados do governo, como o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), que foi condenado por 10 votos a 1, a 8 anos e 9 meses de prisão, inegibilidade e multa de R$ 200 mil.

Mais criticado por Bolsonaro dentre os magistrados da Suprema Corte, o ministro Moraes foi acionado judicialmente por Bolsonaro na última quarta-feira (18/5), por suposto abuso de autoridade.

Como justificativa, o mandatário apontou “sucessivos ataques à democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos e garantias fundamentais”.

Bolsonaro também ressaltou, em mensagem enviada a grupos no WhatsApp, supostas irregularidades na investigação no inquérito das fake news e nas ações tomadas pelo magistrado “não previstas no Código de Processo Penal, contrariando o Marco Civil da Internet”.

Após o ministro Dias Toffoli negar prosseguimento da ação ajuizada por Bolsonaro contra Moraes, o chefe do Executivo recorreu à Procuradoria-Geral da República (PGR). O mandatário entrou com uma representação contra Moraes com os mesmos argumentos que havia usado em ação rejeitada no STF.

O pedido é para que Moraes seja investigado por “abuso de autoridade”. Novamente, o advogado do presidente alega que o ministro teria realizado “sucessivos ataques à democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos e garantias fundamentais”.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Ultimas Notícias

Saiba como melhor o relacionamento com o cliente

Relacionamento com o cliente é um conceito de marketing que descreve uma conexão contínua entre uma empresa e seus...

Um dos maiores comunicadores do estado de Pernambuco, prestigia a 2ª edição do GODIGITAL

Robson Ouro Preto marcou presença no Festival GoDigital. A segunda edição do evento foi realizada no Centro de Convenções...

Robson Ouro Preto é empossado novo presidente da Fundação Fonte Cultural

Após assembleia geral realizada na manhã da última quarta-feira (18), Robson Ouro Preto tomou posse do cargo da presidência...

Lucas Soares Fontes fala sobre fraude de quase R$500 milhões no INSS

Ao longo de toda a sua história, o INSS tem sido alvo de inúmeros tipos de fraude. Para o advogado e gestor...