Economia Mercado sofre primeiro choque de realidade com fim do...

Mercado sofre primeiro choque de realidade com fim do auxílio emergencial

-

- Advertisment -

O mercado financeiro se assustou ao ver que o Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), recuou em outubro pela primeira vez desde abril, o auge da crise econômica causada pela pandemia de Covid-19. Caiu de 99,6 pontos para 95,8 pontos. Vale lembrar que a linha de corte que divide otimismo de pessimismo está justamente nos 100 pontos. Assim, o que ainda era uma recuperação prestes a adentrar o campo positivo, virou uma frustração amarga. O pior do resultado foi realçado na explicação Rodolpho Tobler, Coordenador da Sondagem do Comércio da FGV-IBRE: “Depois de cinco altas consecutivas, a confiança do comércio volta a recuar em outubro. O resultado é fruto da combinação de queda tanto dos indicadores sobre o presente, quanto sobre os próximos meses. Apesar do resultado negativo na ponta, a percepção sobre o ritmo de vendas no mês segue mais positiva, acima dos 100 pontos. Por outro lado, a significativa queda das expectativas mostra que os empresários estão se tornando cada vez mais cautelosos com a sustentabilidade da recuperação. A falta de confiança do consumidor e a incerteza sobre o período pós programas de auxílio do governo, parecem contribuir para esse sinal de alerta.”

Foi um choque de realidade para o mercado. Ficou evidente para todos o peso do auxílio emergencial, uma espécie de cortisona financeira aplicada na população. O “helicopter money” está prestes a acabar (31 de dezembro) e sem uma solução para que haja um pouso suave do programa de auxílio. O desapontamento dos investidores se traduziu na desvalorização das ações de duas importantes varejistas de itens populares: Magazine Luiza (-2,01%), Via Varejo (-3,65%).

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Ultimas Notícias

Justiça decreta prisão de Kleber Gladiador, ex-Grêmio, por falta de pagamento de pensão alimentícia

Decisão é da 2ª Vara de Família de Canoas, na Região Metropolitana. Cumprimento do mandado de prisão ainda não...

Condenada a 27 anos de prisão mulher que matou filho recém-nascido e escondeu corpo em lixeira no RS

Crime ocorreu em Tramandaí, em 2017. Bebê foi encontrado morto por catadores dentro de uma lata de lixo.O Tribunal...

Atleta do RS é resgatado de Dubai após reprovação em teste e jornada de 15h de trabalho diárias

Caso ocorreu em 2022. Empresário prometia "uma vida de Sheik" ao jogador de futebol. Moisés Santana Brisola chegou a...

Justiça aceita denúncia contra acusado de matar namorada e carbonizar corpo em lareira no RS

De acordo com TJ, André Avila Fonseca passa a responder por feminicídio, destruição parcial de cadáver e posse de...